Quarta, 09 de Janeiro de 2019 - 17:40

PGR pede perdão judicial a Job Ribeiro Brandão, ex-assessor de Lúcio Vieira Lima

por Fernando Duarte / Guilherme Ferreira

PGR pede perdão judicial a Job Ribeiro Brandão, ex-assessor de Lúcio Vieira Lima
Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu que seja concedido perdão judicial a Job Ribeiro Brandão, ex-assessor do deputado federal Lúcio Vieira Lima. A informação aparece nas alegações finais de um processo que tem o parlamentar e o seu irmão, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, como réus (veja mais).

 

Para a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, Job deu contribuições relevantes para a investigação e por isso merece o perdão. "Muito mais do que meramente confessar os fatos, revelou aspectos do esquema delituoso até então desconhecidos do Ministério Público Federal, os quais se mostraram bem relevantes para esta instrução processual", relatou a procuradora.

 

"A comparação entre o que se conhecia sobre aqueles R$ 51 milhões apreendidos antes da identificação da impressão de digital de Job Brandão, e o que se sabe hoje, depois da colaboração dele, revela um salto cognitivo relevante no tocante aos fatos, à autoria e à qualidade de provas, além do envolvimento de outros agentes da infração penal", destacou Dodge.

Histórico de Conteúdo