Quinta, 06 de Dezembro de 2018 - 00:00

Apoio da oposição a Nelson Leal na AL-BA também pretende enfraquecer PSD

por Lucas Arraz

Apoio da oposição a Nelson Leal na AL-BA também pretende enfraquecer PSD
Foto: Bahia Notícias

O apoio formal da oposição a candidatura de Nelson Leal (PP) à presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) só deve ser anunciado pelo bloco na próxima terça-feira (11), após reunião da bancada. Nos corredores, porém, o apoio não é só dado como certo há semanas, como também é tratado uma cartada premeditada do grupo para enfraquecer o PSD do atual presidente Angelo Coronel. 

 

Responsáveis, em grande parte, pela eleição do agora senador eleito na AL-BA em 2016, a leitura feita pela oposição é que o PSD cresce muito dentro da gestão do governador Rui Costa (PT). Por essa razão, o bloco, diante das candidaturas de Leal e Adolfo Menezes (PSD) já teria acordado apoio ao progressista antes mesmo do anúncio de Rui. O governador pediu que nenhum dos candidatos buscassem os deputados oposicionista até um consenso na base (veja aqui). 

 

“O PSD já tem dois senadores, caminha para manter a União dos Municípios da Bahia (UPB) e queria a AL-BA. Isso é muito espaço para um partido só”, evidenciou um deputado da minoria sobre o avanço da legenda de Otto Alencar (PSD). 

 

Questionado sobre o tiro mirado no PSD ter saído pela culatra com o acordo da base aliada que já colocou Adolfo Menezes (PSD) para a presidência da AL-BA em 2021 (lembre aqui), os deputados que desenharam o cenário foram enfáticos na descredibilização do trato feito por Rui: “Até 2021 muita coisa pode acontecer”.

Histórico de Conteúdo