Propostas para melhoria da educação são apresentadas ao governo de transição
Foto: Reprodução / EBC

Diagnósticos e propostas para melhoria da educação brasileira foram apresentadas ao governo de transição do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), por dirigentes do Instituto Ayrton Senna e da organização Todos pela Educação, nesta quarta-feira (14), em uma reunião com o ministro extraordinário, Onyx Lorenzoni.

 

Entre os pedidos feitos ao próximo governo pelo grupo, estão a  atenção a alfabetização e valorização de professores. “Foi uma conversa para colocar as proposições para educação pública brasileira no devido lugar, que é o lugar técnico, lugar das propostas que têm evidências, e não em uma discussão de crenças”, disse Priscila Fonseca da Cruz, presidente executiva do Todos pela Educação.

 

De acordo com a Agência Brasil, o grupo destacou ainda a necessidade da valorização dos professores. “O professor é o maior determinante de qualidade do ensino. Não dá para não ter atuação forte em políticas docentes e professor valorizado”, defende. Segundo ela, bandeiras para a educação defendidas pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, como o Escola sem Partido e a educação a distância não foram tratados no encontro.

Histórico de Conteúdo