Sem achar indícios, STF encaminha inquérito que investigava Aleluia para TRE-BA
Foto: Câmara dos Deputados

Após pedido da Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, pelo arquivamento do inquérito, o ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux encaminhou o processo que investigava uma citação ao deputado federal José Carlos Aleluia (DEM) em delação premiada por suposto favorecimento à Odebrecht por não haver qualquer indício de crime contra a administração pública.

"Esse é o encaminhamento natural, uma vez que não há mais qualquer dúvida de que Aleluia não cometeu qualquer crime contra a Administração Pública, ficando apenas restrito agora à questão de ordem eleitoral. Na prática, é como se fosse o penúltimo passo para o arquivamento definitivo", explicou o advogado Fabrício Medeiros.

Em sua decisão, Fux disse que, mesmo após meses de apuração e pedidos de extensão de prazo, não surgiram quaisquer elementos probatórios no sentido da denúncia. Já o deputado Aleluia classificou a notícia como uma vitória da Justiça e do processo democrático.

"A Justiça foi feita. Todo homem público deve estar preparado para ser investigado e demonstrar com transparência a sua lisura perante a sociedade. Vejo todo esse processo como uma vitória da verdade e da democracia", pontuou.

Histórico de Conteúdo