Resposta contra criminosos será ‘enérgica’, diz SSP sobre letalidade de ações policiais
Foto: Divulgação/ SSP

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) afirmou nesta quinta-feira (9) que o policial baiano vai reagir de forma “enérgica e proporcional a ataques de criminosos”. O posicionamento da pasta foi em resposta ao Anuário Brasileiro de Segurança, que mostrou que as polícias Civil e Militar do estado estão entre as que mais mataram no Brasil em 2017 (leia aqui).

 

“[...] a legítima defesa dele [policial] e da sociedade é amparada legalmente. [A SSP] Destaca ainda que nos casos onde policiais agiram à margem da lei, inquéritos foram instaurados, resultando em prisões e expulsões das respectivas corporações”, afirmou a SSP, por meio de nota. 

 

Segundo o levantamento produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta quinta, 50 pessoas foram vítimas das intervenções da Polícia Civil baiana e a ação da Polícia Militar, em 2017, deixou 610 vítimas.  O número absoluto perde para índices do Rio de Janeiro e São Paulo que aparecem em 1°e 2° na lista.

Histórico de Conteúdo