Com Cármen Lúcia na Presidência, petistas avaliam estratégia sobre Lula no STF
Foto: Luis Nassif

Advogados próximos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e petistas que acompanham a situação dele avaliam entrar com um recurso ou uma reclamação no próprio Supremo Tribunal Federal (STF), ainda durante o recesso do Poder Judiciário, para contestar a decisão do presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), de acordo com o blog de Andreia Sadi, do portal G1.

Segundo advogados do PT, este recurso seria possível "desde que contrarie alguma decisão" do próprio Supremo. Eles argumentam existir uma decisão do ministro Marco Aurélio dizendo que vale a decisão do plantonista, mas ponderam que ainda estão levantando esta informação. 

Uma das apostas, neste cenário, é aproveitar o recesso porque, neste cenário, o presidente Michel Temer estará fora do país em viagens oficiais. Como os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), não podem assumir a presidência da República – senão eles ficarão inelegíveis –, assume a Presidência da República a presidente do STF, a ministra Cármen Lúcia.

Histórico de Conteúdo