Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quinta, 04 de Janeiro de 2018 - 00:00

Criticado por atrasos, Temer destinou mais dinheiro ao metrô em 2017 que Dilma em 2016

por Guilherme Ferreira

Criticado por atrasos, Temer destinou mais dinheiro ao metrô em 2017 que Dilma em 2016
Foto: Divulgação / CCR Metrô Bahia

O governador Rui Costa já criticou o Palácio do Planalto por dificultar repasses de verbas para as obras do metrô de Salvador. No entanto, o montante final destinado pelo presidente Michel Temer no orçamento de 2017 é até mesmo maior do que o estipulado no documento do ano anterior, elaborado ainda pela ex-presidente Dilma Rousseff. Dados colhidos por meio do Portal da Transparência indicam que o valor destinado à Bahia na ação "Apoio a Sistemas de Transporte Público Coletivo Urbano" foi de aproximadamente R$ 478 milhões em 2017, contra R$ 441 milhões do ano anterior. O site, no entanto, não deixa claro se os repasses chegaram aos cofres estaduais no tempo certo ou com atraso, como já alegou Rui. Em diferentes eventos, o governador criticou a gestão Temer por demoras nos repasses e disse que precisou usar recursos do próprio governo para dar continuidade às obras (veja mais). A partir de 2016 foi exatamente quando o metrô precisou de mais recursos. No período tiveram andamento as obras da linha 2, que será finalizada ainda este ano com a inauguração da Estação Aeroporto. A título de comparação, em 2014, quando teve início a operação do modal, o valor destinado pelo orçamento da União foi de aproximadamente R$ 328 milhões para a ação "Apoio a Sistemas de Transporte Público Coletivo Urbano" na Bahia. No ano seguinte, com o trabalho em menor ritmo, o governo da Bahia teve acesso a um montante de apenas R$ 118 milhões.

 


Histórico de Conteúdo