Quinta, 14 de Dezembro de 2017 - 11:40

Aposentado é vítima de estelionatários em agência do Banco do Brasil em Salvador

por Estela Marques

Aposentado é vítima de estelionatários em agência do Banco do Brasil em Salvador
Foto: Reprodução / Google Street View

Era manhã de sábado (9) quando o aposentado "H.E." (que preferiu ter sua identidade preservada) foi à agência do Banco do Brasil no Matatu, em Salvador, para sacar dinheiro. Ao inserir o cartão em um dos terminais de autoatendimento, a máquina não funcionou e seu cartão ficou retido. "E." até procurou algum preposto do Banco do Brasil, mas encontrou um senhor de aproximadamente 60 anos, que lhe entregou um papel com um número que seria da central de atendimento da instituição bancária, o 0800-111-4344. "Ele ligou para o número e passou uma série de informações pra atendente, que se identificou como funcionária do Banco do Braisl. Na segunda-feira (11), ele recebeu a notícia de que tomaram empréstimo de mais de R$ 30 mil no nome dele e todo dinheiro foi transferido ou efetuado pagamento de boletos", contou Thiago Vieira, advogado que representa o aposentado. Uma notícia-crime foi apresentada ao Ministério Público na última terça-feira (12), solicitando investigação do caso pelo Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco). O documento requer também que o Banco do Brasil forneça as imagens do circuito interno de segurança instalado na agência da Rua Barros Falcão, onde aconteceu o fato, e que a empresa responsável pela linha telefônica forneça os dados cadastrais do titular, seu endereço de instalação e terminal de redirecionamento. "Equipamento especializado e técnico no caixa para prender cartões, central telefônica com 0800, estrutura financeira para transferir em poucas horas quantia de dinheiro elevada, notícia que eles operam em vários estados. (...) Não são simples estelionatários", observou Vieira. Segundo ele, no último dia 30 de novembro a Polícia Rodoviária Federal prendeu três pessoas com série de etiquetas com o referido número 0800, como sendo adesivo do Banco do Brasil. O Bahia Notícias tentou contato com a Polícia Rodoviária Federal, mas não obteve resposta. Já o Banco do Brasil disse em nota que os clientes lesados pela ação de golpistas podem registrar a contestação nas agências e cada caso é analisado tecnicamente para a decisão quanto ao ressarcimento. O banco informou ainda que jamais solicita ao cliente que revele suas senhas para funcionários nem que as digite em contato por telefone para esclarecimento de dúvidas. Além disso, as salas de autoatendimento não contam com telefones instalados e a identificação de funcionários é feita por meio de crachás. Em caso de roubo, perda ou suspeita de fraude, o cliente pode efetuar o bloqueio por meio de ligação para o número 4004-0001.

Histórico de Conteúdo