Sexta, 30 de Setembro de 2016 - 01:09

Isidório sente intolerância religiosa: ‘Só demônio não gosta da palavra de Deus’

por Fernando Duarte / Estela Marques

Isidório sente intolerância religiosa: ‘Só demônio não gosta da palavra de Deus’
Fotos: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
O candidato Pastor Sargento Isidório (PDT) disse ter sentido intolerância religiosa por parte do jornalista Alexandre Garcia, mediador do debate na TV Bahia na noite desta quinta-feira (29). Ambos protagonizaram uma discussão que levou todo o tempo de resposta de Isidório porque o evangélico iniciou a leitura de um trecho da Bíblia, algo que Garcia avaliou como proibido (veja aqui). “Me senti retaliado. Foi intolerância religiosa. Saio daqui com esta queixa”, disse Isidório, lembrando que no estado a Bíblia é considerada patrimônio imaterial. “Aqui é livro de católico, de pai de santo, de mãe de santo, de espírita, de ateu. Todo mundo que quer ser sábio e quer orientação espiritual recorre à Bíblia. (...) Só demônio não gosta da palavra de Deus. Só o diabo e seus escravos”, acrescentou o pedetista. Em entrevista após o debate, Isidório disse ainda que reza por todos os candidatos que disputam o cargo de prefeito – ACM Neto (DEM), Alice Portugal (PCdoB), Célia Sacramento (PPL), Cláudio Silva (PP), Fábio Nogueira (PSOL) e Rogério Da Luz (PRTB) – e espera que o que for eleito pelo povo não roube nem deixe que roubem. “Tenho convicção que Deus já sabe quem é o prefeito ou prefeita de Salvador, de todas as capitais, e quem serão os vereadores. O que me interessa é que quem ganhar tenha pena do povo e dignidade, e que sejam intolerantes com a corrupção, para dar fim à Carandiru que virou Brasília”, acrescentou. 

Histórico de Conteúdo