Quarta, 16 de Março de 2016 - 21:54

Maçonaria da Bahia reforça apoio a juiz Moro e estuda judicializar nomeação de Lula

por Ricardo Luzbel

Maçonaria da Bahia reforça apoio a juiz Moro e estuda judicializar nomeação de Lula
Jair Tércio Grão Mestre da Grande Loja da Bahia
Com a liberação dos áudios de conversas do ex-presidente Lula com a presidente Dilma Rousseff e o ministro Jaques Wagner, a Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia reforçou o posicionamento da Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil (CMSB), que emitiu carta de apoio ao juiz Sérgio Moro. A confederação, a qual as Grandes Lojas Brasileiras são confederadas, afirma estar "tão atenta, quanto preocupada, como atuante, com os acontecimentos recentes no Brasil". Assinada por todos os 27 grão-mestres, a carta foi entregue à jurisdição Glebiana e amplamente divulgada na rede da maçonaria, que aguarda disponibilidade do juiz para demonstrar "apoio irrestrito" pessoalmente. A confederação também informa a realização de um estudo de viabilidade de judicialização de ação contra a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro da Casa Civil. Para eles, a ação se configura como "ato com exclusivo objetivo de obstrução da justiça, o que ficou evidenciado com a divulgação da escuta telefônica do ex-presidente".

Histórico de Conteúdo