Mesmo após acordo com TRT-BA, empresa demite médicos da UPA de Escada
Acordo feito no último dia 26 de agosto determinou fim da greve | Foto: TRT-BA
Quase uma semana após o fim da greve de médicos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro de Escada, no subúrbio ferroviário de Salvador, a empresa terceirizada Pró-saúde demitiu nove profissionais da unidade na última terça-feira (1º), segundo informações do Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed). Leia mais na coluna Saúde. 

Histórico de Conteúdo