Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Dilma chega à Austrália para tratar de economia e comércio bilateral
Foto: Roberto Stuckert Filho / PR
Em sua primeira viagem oficial a Brisbane, na Austrália, onde será realizada a Cúpula do G20 nos próximos dois dias, a presidenta Dilma Rousseff se reuniu nesta sexta-feira (14) com o primeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu, no Hotel Royal on The Park. Os dois conversaram por cerca de uma hora sobre as relações comerciais e diplomáticas de seus países e temas relacionados à crise econômica internacional, informou a Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom). A presidência do G20, grupo que reúne as 20 maiores economias do mundo, será assumida formalmente pela Turquia em dezembro. O país também receberá a cúpula do próximo ano. Os dois países procuram se articular e defendem reformas para aumentar a participação de outros países nas decisões das instituições econômicas e financeiras internacionais. Depois que amanhecer o dia por lá, às 8h30 (20h30 de hoje em Brasília), Dilma tem reunião com outros chefes de Estado do Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Os países do G20 representam cerca de 85% do PIB mundial, 75% do comércio internacional e 60% da população do planeta. Na cúpula, os líderes mundiais devem apresentar resultados sobre discussões que vêm ocorrendo nos setores de infraestrutura, regulação financeira e troca automática de informações tributárias entre os países. Representando o Brasil, Dilma deve apresentar os investimentos feitos pelo governo federal, em parceria com o setor privado, para a melhoria dos sistemas de transportes, por meio do Programa de Investimentos em Logística. Além da reunião bilateral com o primeiro-ministro turco, estão previstos encontros de Dilma com presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e da China, Xi Jin Ping, e com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel.

Histórico de Conteúdo