Depois de Marta Suplicy, outros quatro ministros entregam carta de demissão
Foto: Iano Andrade/Agência Brasil
Após a ministra da Cultura, Marta Suplicy, entregar sua carta de demissão ao Planalto, outros quatro ministros pediram para deixar suas pastas nesta terça-feira (11): José Henrique Paim (Educação), Mauro Borges (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), Thomas Traummann (Secretaria de Comunicação) e Clélio Campolina (Ciência e Tecnologia). Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, Marta Suplicy fez um almoço de despedida de sua equipe nesta quarta (12) e informou que não despachará mais em seu gabinete. Os outros titulares continuam em suas funções, no aguardo do retorno da presidente Dilma Rousseff, que está em viagem ao exterior. Ao contrário da ministra, que em sua carta fez críticas à gestão Dilma – Marta desejou que a presidente fosse “iluminada” na escolha do próximo ministro da Fazenda –, os outros textos seguem o protocolo, com tom formal. Nesta quarta, Mauro Borges afirmou que “é natural” em períodos de transição de governo que os ministros peçam demissão, para “deixar a presidenta à vontade para ela montar o seu ministério no segundo mandato”. 

Histórico de Conteúdo