Segunda, 03 de Novembro de 2014 - 00:00

‘Não tenho notícia da conclusão do inquérito’, confessa secretário após incêndio no CAB

por Luiz Fernando Teixeira

‘Não tenho notícia da conclusão do inquérito’, confessa secretário após incêndio no CAB
Foto: Leitor Bahia Notícias
Cerca de dois meses depois do incêndio no prédio que abrigava as secretarias de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) e de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), o inquérito que determinará a causa da origem do fogo ainda não foi concluído. Pelo menos de acordo com Nestor Duarte, titular da Seap. “Não tenho notícia da conclusão do inquérito ainda, mas o que descobriram à época foi que um ar condicionado, antigo e que seria substituído na reforma do prédio, que deu defeito”, declarou o secretário. As chamas tiveram origem no térreo do prédio e chegaram até o primeiro andar antes de serem controladas. De acordo com ele, já foram tomadas as providências para dar entrada nas ações que tem que ser feitas e estão aguardando o laudo. “Já lavamos tudo e o seguro vai pagar R$ 4,2 milhões”, declarou Duarte.



Nestor  Duarte / Foto: Reprodução

O gestor garante que nada da Seap foi prejudicado pelas chamas, porque eles tinham cópia de todos os arquivos. “Ficamos apenas dois dias sem usar a secretaria. Nós organizamos um mutirão com os funcionários, mesmo sem luz e sem água”, orgulha-se. A assessoria de imprensa da SJCDH informou que a secretaria teve que mudar de endereço por conta das perdas do incêndio. O térreo e o primeiro andar ainda não foram liberados pela Superintendência de Construções Administrativas da Bahia (Sucab). Isso acontecerá apenas após o fim da reforma. Assim como com a Seap, a secretaria de Justiça também não teve perda de documentação ou prejuízo significativo.

Histórico de Conteúdo