Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

'Está ocorrendo em muitos municípios', diz ex-prefeito do PP sobre adesão a Souto
Foto: Bahia Notícias
O ex-prefeito de Elísio Medrado, Everaldo Caldas (PP), justificou, em carta enviada ao Bahia Notícias, o apoio dividido entre candidatos da chapa de oposição ao governo estadual e o deputado estadual Mário Negromonte Jr. (PP), que tenta a reeleição na base governista. Everaldo explica que seu grupo político é formado pelas siglas PMDB e PP, em oposição à atual administração da cidade. “Após uma conversa com a direção estadual do meu partido, seguir o grupo que mim (sic) deu apoio na minha administração e nas eleições municipais, nada mais do que justo, o PMDB inclusive, indicou a candidata a vice [prefeita], o que ocorreu em Elísio Medrado, está ocorrendo em muitos municípios (sic)”, disse. Ele ainda afirma que foi liberado antes do prazo legal quando preso na Operação Carcará, em 2010, sob suspeita de participar de um esquema de fraude. “Não usei laranjas, não fraudei licitações e não celebrei contratos fraudulentos, efetuei apenas uma ligação telefônica para fazer uma cobrança, pois o licitante não estava pagando a padaria, estava atrasando a entrega de produtos e de qualidade duvidosa (sic)”, esclareceu. Já sobre a cena em que aparece pegando nas partes íntimas sobre a calça, em gravação de vídeo de 2012, ele afirma que balançou o corpo “dançando”, no momento em que ajeitava as vestes.


Histórico de Conteúdo