Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sábado, 19 de Julho de 2014 - 09:10

Policial suspeito de matar bebê é vereador em Cachoeira

Policial suspeito de matar bebê é vereador em Cachoeira
Foto: Amargosa News
O policial apontado como autor do disparo que matou um bebê e gerou revolta na cidade de Amargosa, é também vereador da cidade de Cachoeira, onde mora. Carlos Raimundo de Jesus Cardoso, 38 anos, tem nome político Cacau PC, é filiado ao Partido Republicano Progressista (PRP) e foi eleito com 560 votos. “Não há nenhuma incompatibilidade em ser vereador e policial, é possível organizar os horários”, explica o coordenador do Departamento de Polícia do Interior (Depin), Moisés Damasceno. A presidência da Câmera Municipal de Cachoeira diz desconhecer o envolvimento do policial na morte de Vitória. O prefeito Carlos Pereira (PP) diz que pode haver suspensão do legislador, que já foi afastado das funções na Polícia Civil até o fim das apurações pela Corregedoria-Geral, pelos próximos 45 dias. O policial prestou depoimento e nega ser autor do disparo que matou a criança de um ano dentro da casa dos pais. Na cidade para coordenar as ações de segurança, Damasceno fez um levantamento da operação que iniciou na quinta-feira (17) para apurar a situação em Cachoeira. Até sexta (18) à noite, três entre os14 fugitivos que estavam custodiados na delegacia incendiada por populares se entregaram e outros seis foram recapturados. Quatro armamentos estavam na delegacia também foram resgatados. Informações do Correio.

Histórico de Conteúdo