Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Jornal francês publica parte das escutas que incriminam ex-presidente da França
Foto: Benoit Tessier/Reuters
Parte das escutas telefônicas que levaram promotores a acusar o ex-presidente da França, Nicolas Sarkozy, por corrupção foram divulgadas neste sábado pelo jornal francês Le Monde. O periódico também publicou conversas gravadas entre Sarkozy e seu advogado, Thierry Herzog, também citado na denúncia. Os diálogos, de chamadas feitas no telefone usado regularmente pelo ex-gestor e de um telefone adquirido em nome de outra pessoa, foram grampeados por ordem judicial. Nas ligações, Sarkozy e Herzog discutem sobre uma possível ajuda na carreira do magistrado Gilbert Azibert, também acusado, em resposta às informações vazadas por ele sobre as investigações de um esquema de caixa dois na campanha presidencial de 2007. Azibert desejava um cargo no principado de Mônaco em troca do auxílio. Em uma das conversas, datadas de 5 de fevereiro, ele diz ao advogado: “Ajudarei. Me liguem para me ocupar disso, porque vou a Mônaco e verei o príncipe”. Duas semanas depois,  ele diz a Herzog para comunicar a Azibert que se reuniria “com o Ministro do Estado amanhã e depois de amanhã”. As escutas integram uma apuração sobre financiamento ilegal da campanha de Sarkozy com o dinheiro depositado pelo ditador líbio deposto Muammar Kadafi. Com informações da Folha de S. Paulo.

Histórico de Conteúdo