Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) criou uma comissão mista para discutir a regulamentação da Lei 11.174, conhecida como a Lei de Inovação da Bahia. Instituída há seis anos, como instrumento de apoio à política de inovação e tecnologia regional, a normativa vai fortalecer o vínculo entre universidades, instituições de pesquisa e empresas no fomento à inovação, à pesquisa científica e tecnológica. A secretária Andrea Mendonça propôs a formação do colegiado com representantes de diversos segmentos: Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação Regional Bahia (Assespro-BA); a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), Núcleo de Inovação Tecnológica –(NIT), nas esferas estadual e federal; empresas privadas, além de quatro representantes da Secti. O grupo, ainda em formação, vai se reunir para avaliar e discutir as diretrizes para a normatização. 


Histórico de Conteúdo