Quinta, 19 de Dezembro de 2013 - 16:20

Em discurso de candidata, Lídice critica dualismo PT-PSDB e fala em vencer no 1º turno

por Rodrigo Aguiar

Em discurso de candidata, Lídice critica dualismo PT-PSDB e fala em vencer no 1º turno
Foto: Rodrigo Aguiar / Bahia Notícias
A senadora Lídice da Mata adotou definitivamente o discurso de candidata a governo da Bahia nesta quinta-feira (19), durante ato de filiação da ex-ministra do STJ Eliana Calmon ao PSB, no Unique Eventos, na Avenida Tancredo Neves, em Salvador. Durante entrevista coletiva, Lídice criticou o dualismo PT-PSDB (“Brasil é plural”) e a costura de grandes alianças políticas com o objetivo de conseguir tempo de televisão, ao defender que os agrupamentos deveriam ocorrer apenas no segundo turno dos pleitos, com o lançamento de candidaturas de todos os partidos no primeiro turno. A parlamentar evitou comentar um possível segundo turno na eleição do próximo ano no estado. “Tentarei ganhar no primeiro turno”, desviou. A antiga aliada de Jaques Wagner avisou que não fará campanha “no contraponto” à atual administração, mas disse que é preciso pensar “a Bahia do futuro”. “Esta conformação de forças não está representando o povo. Isso está claro nas pesquisas. Se ela estivesse representando, o candidato do governo estaria no primeiro lugar. Isso significa dizer que o povo baiano busca outra candidatura para ir adiante”, avaliou. Postulante ao Palácio do Planalto, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, adotou o mesmo discurso, ao falar sobre o governo federal petista. “Em determinado momento, o que a gente viu foi um recuo para o chamado governismo de coalizão, onde as práticas que tinham sido reclamadas por nós no passado começaram a ganhar expressão. Nos achamos no dever político e cívico de apresentar essas ideias e submeter isso ao julgamento da sociedade. Para preservar o quer fizemos, é necessário fazer novo pacto social e político. Esse já deu o que tinha que dar”, sentenciou.

Histórico de Conteúdo