Geddel: Candidato de oposição sai 15 dias após anúncio de petista escolhido
Foto: Tiago Melo/ Bahia Notícias
O candidato de oposição ao escolhido pelo PT para concorrer à sucessão de Jaques Wagner em 2014 deve sair até o dia 15 de dezembro. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (4) pelo pré-candidato e presidente do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima, em entrevista na Rádio Metrópole. Apesar da promessa de união dos peemedebistas com o DEM e o PSDB na disputa, Geddel cutucou o ex-governador Paulo Souto, também cotado à vaga no Palácio de Ondina, ao comentar que o democrata não vislumbra outro mandato. “Tenho que levar em conta a sua seriedade, pois ele me disse que não pretende se candidatar”, afirmou. Ainda sobre a relação com o DEM, o pré-candidato reiterou que o prefeito de Salvador, ACM Neto, garantiu participação na campanha oposicionista, mesmo com a política de boa vizinhança que tem adotado com os petistas (veja aqui e aqui). “Não vejo como, lançado um candidato da oposição, ele não se envolver. Não tenho dúvidas de que ele será um agente importante”, pontuou. O PT já agendou para o dia 30 de novembro o anúncio do candidato do partido ao governo baiano. Segundo Geddel, a oposição informará o oponente “dez, quinze dias depois”.

Histórico de Conteúdo