Governo deve publicar até o fim do ano cem decretos para reforma agrária
O governo federal afirmou nesta quinta-feira (17) que publicará cem portarias de desapropriação de terra para fins de reforma agrária até o dia 31 de dezembro. A iniciativa foi anunciada durante a cerimônia de lançamento do Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica - Brasil Agroecológico, que destinará R$ 8,8 bilhões para a produção de alimentos. O evento teve a participação da presidente Dilma Rousseff e do ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas. Nos dois primeiros anos do governo Dilma, foram assentadas pouco menos de 44 mil famílias, marca mais negativa desde a gestão de Fernando Henrique. “Até o dia 31 de dezembro, nós estamos assumindo um compromisso de colocar cem decretos de desapropriação para a reforma agrária no nosso país. Já nos próximos dias sairão os primeiro”, disse Pepe Vargas. Durante o discurso, Dilma fez uma cobrança ao ministro e disse que exigia que os assentamentos fossem de qualidade. “São cem decretos, mas o Pepe tem um pouco mais de decreto. Mas preferiu assumir um pouco menos. Então, são cem decretos líquidos de desapropriação até dezembro”, afirmou Dilma. Informações de O Globo.


Histórico de Conteúdo