Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Filadélfia: Confusão entre prefeito e radialista acaba na delegacia
Prefeito Barbosa Júnior | Foto: Divulgação
Uma confusão entre o prefeito de Filadélfia, Barbosa Junior (PDT), e o radialista Antonio Carlos, da rádio comunitária Várzea do Curral FM, foi parar na delegacia após o gestor invadir a emissora e cobrar direito de resposta. De acordo com informações do site Ivan Silva Notícias, na tarde desta terça-feira (1º), o prefeito, bastante nervoso, entrou no prédio depois de ouvir do profissional que pessoas teriam ligado para o seu programa para pedir informações sobre o atraso no pagamento dos salários dos servidores municipais. O alcaide, inconformado com as declarações, teria tentado invadir o estúdio, mas foi impedido por convidados que aguardavam para participar do programa. Ao perceber a confusão, o radialista pediu, através das ondas sonoras do rádio, a presença da Polícia Militar na emissora. Após a chegada da PM, o prefeito, ainda alterado, exigiu direito de resposta, o que foi negado pela emissora. Contatada pelo Bahia Notícias, a Delegacia de Polícia local informou que o prefeito e o radialista registraram Boletim de Ocorrência por difamação, injúria e invasão de propriedade. Em entrevista ao portal da cidade, Barbosa Júnior afirmou que foi até à rádio para explicar o motivo da não antecipação do pagamento dos salários dos servidores, prevista para o último dia 27 de setembro. “Ele todos os dias falam da minha administração. Estavam querendo jogar o servidor contra a minha pessoa. No momento que fui à rádio era para dizer os motivos pelo qual o pagamento não tinha sido antecipado, mas quando cheguei fui impedido de falar em uma rádio que é comunitária, que deveria estar à disposição do povo, mas infelizmente está à disposição de um grupo político que está utilizando a rádio para fazer política”, disse o pedetista.


Histórico de Conteúdo