‘Eles planejam deflorar criancinhas’, diz Isidório sobre Parada Gay; Deputado aguarda convite
Fotos: Lucas Franco / Bahia Notícias | Reprodução/Instagram
A Semana da Diversidade, que acontece até 7 de setembro em Salvador, promovida pelo Grupo Gay da Bahia (GGB) e a Bahiatursa, não agradou muito o deputado Pastor Sargento Isidório (PSB), que, como ex-homossexual, já tinha declarado ao Bahia Notícias que não pode "ficar junto de homem porque a carne é fraca". Em nova entrevista ao BN, nesta segunda-feira (2), o parlamentar, que responde a um processo disciplinar em sua sigla, criticou o evento que tem apoio da Secretaria de Turismo do Estado (Setur), comandada pelo também socialista Domingos Leonelli. Isso porque, para Isidório, os gays têm um plano de dominação e perversão da humanidade. “Eles planejam, muito em breve, deflorar as criancinhas femininas. Os menininhos serão estimulados com masturbação. O homossexualismo amplia a Aids”, conjeturou. De acordo com o deputado, as instituições que promovem a celebração desmoralizam a sociedade. “Querem fazer semana para estimular o pecado. Temos que orar para que Deus abençoe. Eu não concordo com as ‘práticas’ dessas diversidades”, opinou.

Quando o assunto é Parada Gay, no entanto, Isidório é menos radical e até arrisca comentar sobre a escolha da madrinha do evento, a cantora Daniela Mercury. “Uma parada gay é direito dos gays. Se me convidar eu vou, não tem problema, contanto que eu tenha direito a andar com minha Bíblia e que eu possa dizer que sou ex-homossexual”, advertiu. “Acho a escolha dela boa. Ela se anunciou marida (sic) de uma dona aí da televisão, então ela também é uma gay”, completou. A vontade do parlamentar é que Daniela mostre na festa todo o seu "lado masculino". “O que eu queria era ver a notícia no outro dia de que ela mostrou o bilau. Aí eu iria dizer que Daniela está debaixo da benção de Deus. Não pode ser nada de borracha e nem o dedo, tem que ser o bilau”, desafiou.

Histórico de Conteúdo