Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Ministro pagará por uso de aviões da FAB e governo decide abrir dados sobre aeronaves
Foto: Elza Fiuza/Agência Brasil
Assim como os presidentes da Câmara Federal e do Senado, Henrique Alves e Renan Calheiros, o ministro da Previdência, Garibaldi Alves, também vai pagar as passagens por ter utilizado aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). Além do uso indevido das aeronaves mantidas com dinheiro público para fins particulares, os três têm comum o fato de serem do PMDB. O deputado Henrique Alves e o ministro Garibaldi, ambos do Rio Grande de Norte, usaram aeronaves da FAB para assistirem à final da Copa das Confederações. A irregularidade cometida pelo presidente do Senado teve fins menos patrióticos. Renan Calheiros cruzou o espaço aéreo, entre Maceió (AL) e Porto Seguro (BA) à custa do dinheiro público para ir a um casamento, como revelou reportagem do jornal Folha de S. Paulo. Diante da pressão da opinião pública, o governo federal decidiu divulgar na internet dados sobre o uso de aeronaves oficiais, como nomes das autoridades, motivos das viagens e seus destinos. 


Histórico de Conteúdo