Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias
Você está em:
/
Notícia
/
Política

Notícia

SSP divulga balanço de 'prejuízos' após confrontos entre policiais e manifestantes na Bahia

Por Bárbara Affonso

SSP divulga balanço de 'prejuízos' após confrontos entre policiais e manifestantes na Bahia
Foto: Betto Jr./ Ag. Haack/ Bahia Notícias
Após a entrevista coletiva do governador Jaques Wagner sobre os protestos na capital baiana, na manhã desta sexta-feira (21), a Secretaria de Segurança Pública da Bahia divulgou um balanço do “prejuízo aos setores público e privado” após o confronto entre policiais e manifestantes nesta quinta (20) em pelo menos 15 municípios do estado. Segundo a nota, os atos aconteceram “em sua maior parte, de forma pacífica”, mas “grupos de vândalos” depredaram imóveis, destruíram lojas e incendiaram veículos em algumas cidades baianas. Em Salvador, as polícias Civil e Militar contabilizaram, durante operação em campo, três ônibus incendiados, sendo dois no bairro dos Barris e um no viaduto do Canela; três agências bancárias depredadas (Banco do Brasil e Itaú, na Avenida Sete de Setembro, e Bradesco, na Piedade); dois módulos policiais apedrejados, no Campo Grande e Relógio de São Pedro; quatro viaturas da Polícia Civil atacadas e três ônibus apedrejados, sendo dois da Fifa. Foram contabilizados ainda danos em telefones públicos, placas de sinalização e banheiros químicos. Dois policiais militares ficaram feridos durante a operação. “O soldado PM Moacir Alves dos Santos, de 36 anos, estava de plantão no módulo policial do Campo Grande, quando foi agredido na cabeça por manifestantes”, informou a SSP, ao comentar que o agente passa bem, após levar 15 pontos na cabeça. A nota critica a dificuldade do trabalho do Corpo de Bombeiros, “hostilizado e apedrejado” quando tentaram apagar as chamas de um ônibus. No interior da Bahia, foram identificadas duas prisões em flagrante por dano qualificado “de pessoas que apedrejaram uma viatura da PM” e dois termos circunstanciados registrados. Em cidades como Porto Seguro, Ilhéus e Barreiras houve bloqueio de vias, como a BR-242 e a ponte do Pontal. Houve protestos ainda em Santa Cruz Cabrália, Alagoinhas, Itaberaba, Itabuna, Eunápolis, Jequié, Vitória da Conquista, Luís Eduardo Magalhães, Santa Maria da Vitória, Juazeiro e Paulo Afonso. Até as 7h desta sexta, a Coordenação de Documentação e Estatística Policial constatou três lesões corporais dolosas, um roubo a transeunte, 11 danos e sete roubos durante as passeatas.