Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias
Você está em:
/
Notícia
/
Política

Notícia

'Tive medo de ser pisoteada', diz jornalista

Por Bárbara Souza

'Tive medo de ser pisoteada', diz jornalista
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
A jornalista Nadja Vladi, professora da Ufba e da Faculdade Social da Bahia, ficou impressionada com a quantidade de fumaça produzida por bombas de gás lacrimogêneo lançadas por policiais na Praça da Piedade e na avenida Joana Angélica, no centro de Salvador. Segundo ela, desde o Politeama já é possível sentir os efeitos da fumaça. Em entrevista ao Bahia Notícias, Nadja contou que uma barreira de policiais na avenida Joana Angélica impedia a passagem dos manifestantes e “próximo à Católica [UCSal] já estavam lançando bombas”. A jornalista relatou também que tentou descer para os Barris, mas “estava impraticável” porque em todas as transversais havia “muita fumaça” e “muita gente”. Ela revelou que “houve um momento em que tive medo de ser pisoteada”, disse Nadja Vladi, que acabara de chegar em casa.