Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Maurício Barbosa falta a audiência na Câmara; Do Azerbaijão, Pelegrino critica segurança de SP
Foto: Arquidiocese
O deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB-BA) participou na manhã desta terça-feira (28), de audiência pública na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, na Câmara, que tratou do crescimento da violência no país. Pela segunda vez, este ano, o parlamentar convidou o secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, para explicar os altos índices da criminalidade no estado, no entanto, o titular da SSP mais uma vez não compareceu. "O secretário Fernando Grella, mostrou, claramente, que o setor da segurança em seu estado [São Paulo] anda bem mais eficiente que a da Bahia. Já que fez o convite, o deputado Nelson Pelegrino deveria ter ido a audiência ouvir as explicações dele", afirmou o tucano. Segundo Imbassahy, Pelegrino (PT-BA) convidou o titular de Segurança de SP, Fernando Grella, mas não foi à reunião. Ainda de acordo com o tucano, o secretário paulista apresentou-se “munido de muitas informações”. Do Azerbaijão, nesta terça-feira (28), onde participa de atividade pelo Congresso, Nelson Pelegrino criticou o governo paulista por não ter combatido o PCC logo no início, nos anos 1990. “Foi um erro. Eles deixaram essa organização criminosa se fortalecer e hoje os maiores criminosos do Brasil comandam o crime dentro e fora dos presídios”, declarou, ao sugerir que São Paulo aceite parceria do governo federal no combate ao crime organizado. Segundo Pelegrino, dados da SSP/SP indicam que o número de homicídios dolosos subiu 16,9% na capital paulista em janeiro de 2013, em comparação com o mesmo mês de 2012. Atualmente, a Bahia é governada pelo petista Jaques Wagner e, São Paulo, por Geraldo Alckmin (PSDB). 


Histórico de Conteúdo