Treze partidos na Bahia poderão ter fundo suspenso por falta de prestação de contas
PSDB e PSB não prestaram contas de 2012
Apenas 16 dos 29 partidos políticos na Bahia entregaram a prestação de contas anual, que engloba receitas, despesas e uso do fundo partidário em todo o ano de 2012, dentro do prazo legal, segundo apontou balanço do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA). O prazo terminou nesta terça-feira (30). As siglas em situação irregular ficam sujeitas ao corte das verbas destinadas ao fundo partidário. Das 13 em débito com a Justiça Eleitoral estão PSB, PSDB, PRP, PSC, PRB, PSL, PTC, PCB,  PSDC, PHS, PRTB, além de PPS e PMN, que  fundiram-se e formaram a Mobilização Democrática (MD). O partido que deixar de entregar o documento, ou entregar a prestação com irregularidades, estará sujeita a ter suspensos repasses mensais de recursos do Fundo Partidário. Os relatórios serão analisados pelas respectivas instâncias da Justiça Eleitoral, que, em julgamento, vai estipular o montante e o período de suspensão dos repasses.

Histórico de Conteúdo