Quarta, 17 de Abril de 2013 - 15:43

JH tem contas rejeitadas novamente: 18 a 25

por Rodrigo Aguiar/ Evilásio Júnior

JH tem contas rejeitadas novamente: 18 a 25
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
Com 18 votos a favor da rejeição e 25 contra o parecer do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), referente ao exercício de 2010, o ex-prefeito João Henrique Carneiro é derrotado pela segunda vez consecutiva na Câmara de Vereadores de Salvador, que já tinha recusado as prestações de 2009. Todos os vereadores estiveram presentes à sessão desta quarta-feira (17), em que JH precisava de 29 indicações favoráveis, o equivalente a dois terços mais um. De acordo com o parecer do TCM, ratificado pela Comissão de Finanças e Orçamento e, agora, pela própria Casa, há diversas irregularidades no exercício em questão, a exemplo do excesso de contratações de terceirizados e dispensas de licitação, bem como o não cumprimento dos índices constitucionais da Saúde (15%) e da Educação (25%). O processo de votação foi iniciado por ordem alfabética. Como Alan Castro (PTN), Alemão (PRP) e Cátia Rodrigues (PMN) chegaram atrasados, após a convocação dos seus nomes, tiveram que votar em uma segunda chamada ao final do pleito. Principal apoiador do ex-alcaide, o vereador Geraldo Júnior (PTN) lamentou o resultado: "P... Foi por pouco", exclamou.

Figura carimbada em todos os eventos de interesse de JH, o chefe de sua claque – conhecido como Afonso e responsável por causar o tumulto que encerrou a última audiência pública sobre o metrô de Salvador –, protestou contra o rótulo dado a ele pelo Bahia Notícias. "Henriquista é quem ganhou dinheiro com João Henrique”, contestou. O pequeno grupo que o acompanhava se negou a falar com a reportagem do BN, ao alegar que apenas "assistia à sessão". Apesar do ímpeto do henriquista, a votação seguiu sem obstáculos, como prometeram os vereadores do PTN, partido cotado para abrigar João Henrique mesmo após a inelegibilidade por oito anos, conforme a Lei da Ficha Limpa.

Histórico de Conteúdo