Brasil ganha novo mandato na Comissão de Construção da Paz da ONU
O Brasil foi reconduzido, nesta segunda-feira (24), por aclamação, para mais um mandato de dois anos no Comitê Organizacional da Comissão de Construção da Paz (CCP) das Nações Unidas, informou o Ministério das Relações Exteriores nesta terça-feira (25). Criada em 2005, o colegiado tem como principal objetivo auxiliar os países recém-saídos de conflitos armados a alcançarem estabilidade política e econômica. Nesta terça, foi divulgado que o custo do Exército brasileiro para manter tropas no Haiti já chega a quase R$ 1,9 bilhão. A CCP é composta por sete nações escolhidas pelo Conselho de Segurança (China, Colômbia, França, Marrocos, Rússia, Reino Unido e Estados Unidos); sete países eleitos pelo Conselho Econômico e Social (Egito, Chile, República da Coreia, Ruanda, Espanha, Ucrânia e Zâmbia); cinco dos principais contribuintes para os orçamentos das Nações Unidas (Canadá, Holanda, Japão, Noruega e Suécia); cinco dos principais fornecedores de militares para as missões da ONU (Bangladesh, Índia, Nepal, Nigéria e Paquistão); e sete membros eleitos pela Assembleia Geral da ONU (Brasil, Benin, Croácia, Indonésia, El Salvador, Tunísia e Uruguai).

Histórico de Conteúdo