Delegado indicia integrantes da New Hit por estupro e formação de quadrilha
Sêmen nas roupas deve ser de mais de três pessoas, diz delegado
Os nove integrantes da banda de pagode New Hit e o policial militar Carlos Frederico Santos de Aragão, que fazia a segurança do conjunto, foram indiciados pelo delegado Marcelo Cavalcanti, da comarca de Ruy Barbosa, por estupro e formação de quadrilha. O inquérito foi protocolado nesta segunda-feira (25) na Delegacia Territorial do município da Chapada Diamantina e acusa os membros do grupo de violentarem duas adolescentes no ônibus da banda, no último dia 16 de agosto. Segundo o titular da unidade, o laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana evidenciou a existência de provas contra os pagodeiros. “O volume [de sêmen] identificado é bastante superior à quantidade que seria possível atribuir a uma, duas ou até três pessoas”, garantiu Cavalcanti. Segundo ele, um exame de DNA foi solicitado para identificar a quem pertencia o material encontrado nas roupas periciadas. O resultado deve levar mais de 60 dias para sair.

Histórico de Conteúdo