Sábado, 15 de Setembro de 2012 - 10:15

MP investiga esquema de compra de votos em Itamari

O Ministério Público de Gandu iniciou uma investigação sobre compra de votos no município de Itamari, após a divulgação de um vídeo no qual o prefeito Kçulo, candidato a reeleição, oferece R$ 2 mil ao agricultor Fábio de Souza Lima. O primeiro aspecto a ser verificado é a autenticidade das imagens, questionada pelo gestor em ação na 151ª Zona Eleitoral. “Oficiei a Rede Bahia para me mandar uma cópia das reportagens. A partir daí, vou pedir apoio à Polícia Federal para periciar o vídeo. Eles possuem mais recursos para fazer essa perícia”, afirmou a promotora Fernanda Presgrave, responsável pela investigação. Segundo a promotora, o prefeito pode ter o registro de candidatura cassado ou perder o mandato, caso seja eleito e as investigações ultrapassem o período eleitoral. O presidente estadual do PT, Jonas Paulo, informou que a legenda suspendeu preventivamente os direitos de filiado do prefeito, por 60 dias. “Na segunda-feira, à tarde, ele será ouvido pela Comissão de Ética do partido para se defender. Ele disse que o vídeo era montagem”, declarou Jonas.

Histórico de Conteúdo