Terça, 03 de Julho de 2012 - 19:21

PDT decide apoiar Pelegrino mesmo sem vice

por Evilásio Júnior

PDT decide apoiar Pelegrino mesmo sem vice
Foto: Manuela Cavadas/Grupo Metrópole
Como já era esperado, o PDT, mesmo sem obter o posto de vice na chapa, decidiu nesta terça-feira (3) apoiar a candidatura do petista Nelson Pelegrino a prefeito de Salvador. A legenda chegou a propagar que lançaria um dos seus quadros na disputa, caso não fosse atendida, mas acabou “seduzida” pelo partido aliado. "Nós nunca retiramos o apoio a Pelegrino. Se nós íamos indicar o vice, como iríamos retirar? Agora, com a retirada da candidatura de Alice [Portugal, PCdoB], entendemos que é mais importante nos mantermos unidos em torno de um projeto mais amplo do que em nome de um projeto particular do partido", salientou o presidente estadual da agremiação, Alexandre Brust, em entrevista ao Bahia Notícias. A única exigência da legenda foi a inclusão das propostas de "educação integral" e "saúde boa para todos" no programa de governo do PT. Na disputa pelo Legislativo, entretanto, o partido sairá com 65 candidatos a vereador de forma independente. "Os companheiros decidiram que era melhor sairmos sozinhos do que integrar a chapa proporcional do PT, que já estava composta com outros três partidos [PP-PSD e PTB]", assinalou. Para o deputado federal Marcos Medrado, cotado como possível prefeiturável, o acordo "até demorou" de ser sacramentado. "Nós somos da base aliada. Nada mais justo do que isso. Agora é arregaçar as mangas e ir para a luta trabalhar", clamou o parlamentar. Vale ressaltar que os pedetistas ocupam postos importantes no Estado. Entre eles, o comando da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização, com Nestor Duarte, e da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), com Eduardo Pessoa. Além do apoio do governador Jaques Wagner aos três mandatos do deputado Marcelo Nilo como presidente da Assembleia Legislativa (AL-BA).

Histórico de Conteúdo