Terça, 20 de Setembro de 2011 - 00:00

Falta de detalhamento em empréstimo de R$ 1 bi causa novo atrito na AL I

por Evilásio Júnior

Falta de detalhamento em empréstimo de R$ 1 bi causa novo atrito na AL I
Reinaldo Braga promete obstruir;Zé Neto fala em transparência | Fotos: Max Haack
A crítica da oposição de que o empréstimo solicitado pelo Estado, de US$ 645 (cerca de R$ 1 bilhão), junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), não tem detalhamento de aplicação é contestada pelo líder do governo na Assembleia Legislativa (AL-BA), Zé Neto (PT). Dois projetos de lei serão apreciados pela Casa nesta terça-feira (20): o 19.418/2011 e o 19.419/2011. O primeiro diz respeito ao montante de US$ 45,270 milhões, a ser utilizado para modernizar e fortalecer a gestão fiscal da Bahia, exigência, segundo o petista, do próprio BID, como garantia de retorno do investimento. Ele ressalta que a maior parte do volume, de US$ 600, será aplicada em obras de infraestrutura para a mobilidade de Salvador e outras intervenções previstas para a Copa do Mundo de 2014, a exemplo de capacitação de servidores, qualificação do atendimento ao turista, sinalização para os visitantes, requalificação das vias, praças e dos bens públicos da cidade, acesso das pessoas portadoras de deficiência e construção do parque esportivo do Estádio de Pituaçu. Nada disso, entretanto, está publicado na página da AL-BA. “Nós vamos obstruir a sessão. O projeto dá um cheque em branco ao governo, porque não explicita o que ele vai fazer, e é muito genérico. Não especifica as obras que eles vão realizar. Fica muito no ‘veremos’”, criticou o deputado Reinaldo Braga, líder da oposição na AL-BA, em entrevista ao Bahia Notícias. Ele já protocolou, inclusive, uma matéria para pedir que cada proposta de financiamento nacional ou internacional apresentada pelo Executivo seja dotada de um plano de aplicação.

Histórico de Conteúdo