Quarta, 08 de Junho de 2016 - 12:20

SAJ: TJ confisca bens de prefeito por fraudes em contratos com escritório de advocacia

por Francis Juliano / Cláudia Cardozo

SAJ: TJ confisca bens de prefeito por fraudes em contratos com escritório de advocacia
Foto: Reprodução / Tribuna do Recôncavo
Uma decisão da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) decretou a indisponibilidade de bens do prefeito de Santo Antônio de Jesus, Humberto Leite (PDT), no valor de R$ 220 mil. A decisão foi publicada nesta quarta-feira (8). O caso tem a ver com irregularidades apontadas pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), que acusa o gestor de improbidade administrativa em contratos com o escritório de advocacia Pedreira e Queiroz Advogados Associados. Uma decisão de primeira instância já tinha sustado o contrato com o escritório e imputado multa diária de R$ 5 mil ao gestor em caso de desobediência. Segundo a decisão atual, os fatos são suficientes para “o cabimento da medida”, sendo que o “ato de improbidade causou lesão ao patrimônio público ou ensejou enriquecimento ilícito”. 

Histórico de Conteúdo