Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

MP-BA recomenda que prefeita de Guaratinga exonere parentes que atuam na gestão
Foto: Reprodução

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendou que a prefeita de Guaratinga, na Costa do Descobrimento, Marlene Dantas (PSDB), exonere em até 15 dias parentes que trabalham na prefeitura em cargos comissionados. De acordo com o órgão, genro, sobrinhas e cunhado da gestora atuam na gestão. 

A recomendação foi feita pelo promotor de justiça Rafael Andreazi, que responde pela comarca de Guaratinga. De acordo com o órgão, os parentes da prefeita ocupam cargos de diretoria e chefia na gestão. O genro da gestora Edney de Almeida Gomes atua como diretor de departamento de compras; a sobrinha Isabella Dantas da Silva é chefe de divisão da Secretaria de Administração; a também sobrinha Sonia Marta Moreira Martins atua como diretora do departamento de RH; e Raimundo Vicente da Silva, cunhado de Marlene é coordenador de transporte escolar na cidade. 

Caso o prazo para a exoneração exceda os 15 dias da recomendação,  a prefeita pode incorrer em ato de improbidade administrativa. Marlene tem ainda o prazo de 30 dias para comunicar ao MP-BA a exoneração dos funcionários. De acordo com o portal G1, o órgão recomendou também a exoneração de parentes do vice-prefeito, de secretários, do procurador do município e do chefe de gabinete. 

Ainda de acordo com o site, a assessoria de imprensa da prefeita confirmou que a gestora foi notificada e disse que enviou o documento para a Procuradoria Jurídica, para que todas as medidas possam ser adotadas dentro do prazo.



Histórico de Conteúdo