Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quinta, 30 de Junho de 2022 - 12:40

Feira: TJ-BA reprova permanência de procurador em ação movida pela Câmara

por Cláudia Cardozo / Francis Juliano

Feira: TJ-BA reprova permanência de procurador em ação movida pela Câmara
Foto: Paulo José / Acorda Cidade

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) acatou uma liminar da Câmara de Vereadores de Feira de Santana. O caso se refere a não aprovação do Procurador Geral do Município, Carlos Alberto Moura Pinho, para seguir no cargo até 2024. A decisão favorável à Câmara foi tornada pública nesta quinta-feira (30) pelo presidente do TJ-BA, Nilson Castelo Branco.

 

Com isso, o prefeito Colbert Martins Filho (MDB) deve enviar o nome de outro advogado para avaliação da Casa Legislativa. Nesta quinta também encerra o mandato de Moura Pinho. Na liminar, a Câmara de Feira argumentou que em duas sessões, os vereadores votaram pela não recondução do procurador, mas mesmo assim a prefeitura não reconheceu a legitimidade do processo.

 

A Câmara afirmou que a medida causava arbitrariedade, interferência e violação de preceitos constitucionais.

 

A mesa-diretora da Câmara afirmou ainda que a reprovação da permanência do procurador estaria ligada à conduta insatisfatória de Moura Pinho durante a CPI da Saúde, tendo o nome dele “indiciado pelo Ministério Público do Estado”.

Histórico de Conteúdo