Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Feira de Santana: Professores fazem manifestação contra parcelamento de salários
Foto: Paulo José / Acorda Cidade

Professores da rede municipal de Feira de Santana fizeram mais uma manifestação nesta terça-feira (17). A paralisação vai até esta quinta-feira (19). Segundo o Acorda Cidades, os docentes questionam o corte e o parcelamento de salários, que teria provocado além de prejuízos financeiros, abalos emocionais.

 

Uma professora, que não quis se identificar, chegou a dizer que recebeu cerca de R$ 200 por 20 horas de trabalho semanais, e ainda parcelado em três vezes. Segundo ela, em Feira de Santana, o salário base gira em R$ 2.260 para 20h semanais, e em R$ 4.900 para 40h.

 

Presente no ato, a presidente do sindicato dos professores na cidade (APLB/Feira), Marlede Oliveira, disse que há profissionais até “passando fome”. Oliveira declarou ainda que nenhum acordo foi firmado com a prefeita. 

Histórico de Conteúdo