Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Considerado infração gravíssima, passageiros reclamam da superlotação de ônibus
Foto: Divulgação

A superlotação dos ônibus é um assunto recorrente que causa desconforto em grande parte dos passageiros soteropolitanos. Na última segunda-feira (18), um ônibus com destino a Monte Santo, pela empresa Expresso São Matheus, chamou atenção pela quantidade de pessoas que embarcaram em pé, o que é considerado uma infração gravíssima. 

 

Segundo a denúncia, a linha saiu da Rodoviária de Salvador por volta das 05:54 da manhã, e começou a superlotar no entorno de Feira de Santana, resultando no total de 20 pessoas viajando em pé até o município de Serrinha. O transporte de passageiros em pé é proibido pela legislação da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba).

 

Ao entrar em contato com o órgão, foi  informado em nota que "existem ressalvas na resolução, como nos transportes semi urbano ou com autorização expressa em períodos de grande demanda". Atualmente a agência não emitiu nenhuma autorização permitindo a superlotação.

 

A Expresso São Matheus também foi contatada para falar sobre a infração mas não dispõe de setor de comunicação para emitir uma resposta. Apenas disponibilizando o setor de reclamação para registro de denúncias, através do número 71 3395 1510.

 

Caso alguma empresa seja flagrada transportando pessoas acima da capacidade permitida do veículo, sem a devida autorização, é autuada imediatamente e deve providenciar outros veículos que acomode sentado todos os passageiros. A denúncia pode ser registrada junto a ouvidoria da Agerba através do telefone 0800 071 0080.

Histórico de Conteúdo