Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Empresária é encontrada morta em Barra do Choça; suspeito é preso
Foto: Acervo Pessoal

Uma empresária foi encontrada morta na tarde dessa quinta-feira (21), na zona rural de Barra do Choça, no sudoeste da Bahia. Gilvanete de Souza Nogueira atuava como empresária em Vitória da Conquista e estava desaparecida desde terça-feira (19). O corpo dela foi encontrado por uma cadela farejadora da Polícia Militar, com marcas de agressão e estrangulamento.

 

O suspeito do crime, um homem de 39 anos, foi preso. Segundo a polícia, a suspeita é de que o crime tenha sido motivado por uma dívida de R$ 15 mil que o suspeito tinha com a vítima e se recusava a pagar. Ele ficará custodiado à disposição da Justiça.

 

O acusado, de acordo com a SSP-BA, é dono de um comércio vizinho ao de Gilvanete e já havia passado um cheque sem fundos para saldar a dívida. Ela avisou a uma amiga que iria encontrá-lo e que estava apreensiva. A empresária não deu mais notícias e a polícia procurou o homem, que disse ter dado uma carona a ela e a deixado numa determinada rua.


A equipe do Draco levantou imagens de câmeras de monitoramento no trajeto descrito pelo suspeito e apurou que as informações eram falsas. A prisão dele foi solicitada à Justiça e após o cumprimento do mandado, os investigadores descobriram o local onde ele havia deixado o corpo da vítima. 

 

Informações preliminares dão conta de que os dois eram próximos, uma vez que ele já teria utilizado o CNPJ dela, com consentimento, para comprar mercadorias para a empresa dele. O homem deve responder pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Histórico de Conteúdo