Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Mangabeira: Candidato à UPB, prefeito quer mais apoio 'técnico' e menos 'política'
Foto: Divulgação

Também pré-candidato à presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB), o prefeito de Governador Mangabeira, no Recôncavo, Marcelo Pedreira (PP), criticou o que chamou de uso da entidade para disputa dos grupos liderados pelo governador Rui Costa (PT) e do gestor soteropolitano, ACM Neto. Pedreira declarou que a organização precisa exercer mais um papel técnico.

 

“A UPB não deve ser um palco para disputas políticas, mas ser um órgão em defesa dos interesses dos municípios, ou seja, deve servir para o fortalecimento dos municípios e isso passa por ter ligação com todas as forças políticas do estado. Não vamos deixar de reconhecer a necessidade de diálogo com todas as forças, mas a prioridade são os municípios e os prefeitos”, afirmou em nota. Marcelo Pedreira vai para o segundo mandato consecutivo em Governador Mangabeira. O gestor disse ainda que a entidade deve se assemelhar a um sindicato das prefeituras, com olhar especial para cidades de menor arrecadação – que representam 70% dos municípios do estado – com coeficiente do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) entre 0,6 e 1,2.

 

“O que eu sinto em mais de 20 anos de vida pública é que os municípios carecem de apoio técnico. A UPB precisa ser mais presente no assessoramento técnico, capacitação de equipes de trabalho e, principalmente, nas demandas dos prefeitos, em relação às exigências dos órgãos de controle externo, como Ministério Público, Tribunal de Contas e CGU”, afirmou. Pedreira disse ainda que mantém conversas com gestores dos territórios de identidade do estado.

Histórico de Conteúdo