Feira: Procurador acusado de estupro renuncia cargo e exoneração não é votada
Ivvin (na foto) renunciou o cargo que ocupava | Foto: Jorge Magalhães / PMFS

O agora ex-procurador do município de Feira de Santana, Ícaro Ivvin, renunciou o cargo que ocupava e que teve a exoneração assinada pelo prefeito Colbert Martins Filho (MDB). Com a renúncia, a votação para aprovação da exoneração pela Câmara Municiapal, que havia sido marcada para esta segunda-feira (29) (relembre aqui), não precisou ser realizada.

“Atendemos a retificação do governo municipal com a renúncia do ex-procurador e o próprio Ícaro trouxe o mesmo documento de renúncia e protocolou na Câmara”, afirmou o presidente do Legislativo feirense, José Carneiro, em entrevista ao site Acorda Cidade.

 

Ivvin é acusado de ter estuprado uma servidora em abril deste ano, quando era secretário interino da Secretaria de Desenvolvimento Social de Feira de Santana. O fato teria acontecido dentro da repartição pública (veja aqui). O pedido de exoneração foi feito após a conclusão de uma sindicância da prefeitura.

 

A Casa vota nesta terça-feira (30) a aprovação do nome do advogado Carlos Alberto Moura Pinho para a Procuradoria Geral do Município. Ele é o único indicado pelo prefeito para ocupar o cargo deixado por Ícaro Ivvin.

Histórico de Conteúdo