Feira: Em seis meses mais de 150 pessoas foram diagnosticadas com HIV
Jorge Magalhães/Secom

Um balanço realizado pela prefeitura de Feira de Santana indicou que só nos primeiros 6 meses deste ano, 160 pessoas foram diagnosticadas com o HIV na cidade.

 

Como noticiou o G1, o quantitativo equivale a pouco menos da metade do número de casos registrados em todos os meses de 2018 - que, de acordo com o Programa Infecção Sexual Transmissível/DST/Aids, foram 360 casos. 

 

Em Feira de Santana, mais de 2,8 mil pessoas estão em tratamento pela rede pública. Os dados do balanço apontam aionda que a maior parte dos novos pacientes é formada por homens com idades entre 21 e 30 anos, heterossexuais e que não usaram preservativo durante a relação sexual. 

 

De acordo com a prefeitura, os diagnósticos são feitos através do teste rápido e do exame sorológico, que demanda alguns dias para que o resultado seja apresentado. Após o diagnóstico o tratamento é iniciado imediatamente com o uso de antirretrovirais.

Histórico de Conteúdo