Porto de Aratu pode escoar frutas do Vale do São Francisco para exportação, diz estudo
Foto: Divulgação

Estabelecer uma nova rota para escoar a produção de frutas do Vale do São Francisco destinada à exportação foi tema de encontro entre o deputado estadual Tum (PSC) e o  secretário de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura da Bahia, Lucas Teixeira, nesta segunda-feira (10). O encontro foi considerado positivo pelo parlamentar.

 

Dono de uma grande parcela da produção de frutas do Brasil, o Vale do São Francisco, no norte da Bahia, exporta, principalmente, manga e uva para diversos países, como Bélgica, Holanda e Espanha. A maior parte das exportações sai de fazendas localizadas em cidades como Casa Nova e Juazeiro, mas o escoamento da produção ainda é feito pelo Porto de Suape, no estado de Pernambuco. 

 

Uma das alternativas estudadas é exportar através do Porto de Aratu, em Salvador. Um estudo técnico realizado pelo gabinete de Tum aponta que o envio pelo mar pode representar uma economia de até mil dólares por lote embarcado. “Nosso objetivo é, no primeiro momento, realizar estudos aprofundados de viabilidade e, daí, criarmos uma cooperação técnica para que as nossas frutas possam ser exportadas através do nosso estado, como forma de gerar ainda mais dividendos para todos os baianos”, afirma o deputado.

 

Além do secretário Lucas Teixeira, participaram do encontro a professora Yaeko Yamashita, o consultor em comércio exterior, Paulo Pessoa, e o diretor-geral de logística da Wallonia, Bernard Piett, que integram uma comitiva vinda da Bélgica com o objetivo de ampliar o leque de exportações do Vale do São Francisco para o país europeu.

Histórico de Conteúdo