Paulo Afonso: MPF quer converter Hospital Nair Alves de Souza em hospital universitário
Foto: Reprodução / Rádio Bahia Nordeste

O Ministério Público Federal (MPF) em Paulo Afonso realizou no dia 23 de maio uma reunião com representantes da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) para tratar do processo de transferência de gestão do Hospital Nair Alves de Souza (HNAS), que será passada da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) à Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Para viabilizar a mudança de gestão à Univasf, o HNAS necessita ter um perfil de hospital universitário, a fim de que estudantes de medicina possam concluir a etapa do internato na instituição. A Sesab, a Univasf e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) firmaram termo de compromisso, em 2015, para realizarem as obrigações necessárias para dar início às atividades com os estudantes. A primeira etapa do processo, sob responsabilidade da Chesf, era “realizar reformas e adequações nas áreas internas e externas do hospital, contemplando as necessidades de atenção à saúde e de formatação profissional e observando normas vigentes da legislação sanitária”, conforme projeto elaborado pela Sesab em parceria com a Ebserh, entregue à Chesf em outubro de 2017. No entanto, as adequações não foram executadas pela Companhia, a qual alegou que não consta no termo de compromisso firmado a obrigação de realizar obras de ampliação. Na reunião, os representantes da Sesab, Univasf e Ebserh afirmaram que as obras fazem parte do compromisso estabelecido. Afirmaram ainda que, sem as reformas, as instituições não teriam condição e interesse de assumir o hospital, pois este não teria o perfil universitário, tendo em vista que a execução de todas as obrigações assumidas com o HNAS dependem das obras de responsabilidade da Chesf. Além disso, o coordenador do curso de medicina destacou o prejuízo para os estudantes em decorrência do atraso nas obras de reforma e ampliação. Os alunos que iniciarão o internato terão que se deslocar para Petrolina para concluir essa etapa do curso. Também participaram da reunião o Secretário de Saúde de Paulo Afonso, Ivaldo Nascimento, e o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Ghiarone Melo. O encontro foi conduzido pelas procuradoras da República Analu Paim Cirne Pelegrine e Ticiana Nogueira, que atua em Petrolina (PE).

Histórico de Conteúdo