Quarta, 30 de Outubro de 2019 - 16:00

SOS Joanes 2: encaminhamentos e novos desafios

por Mauro Cardim

SOS Joanes 2: encaminhamentos e novos desafios
Foto: Priscila Melo/ Bahia Notícias

Realizamos recentemente o Seminário SOS Joanes 2  com o objetivo de alertar a sociedade baiana sobre a situação atual da Bacia do rio Joanes. O encontro aconteceu no auditório Jorge Calmon, na Assembleia Legislativa da Bahia. Reunimos, na ocasião, ambientalistas, técnicos, especialistas e autoridades políticas para juntos traçarmos diagnósticos e soluções para salvar o rio. 

 

Durante o evento, debatemos os impactos ambientais, econômicos e sociais gerados pela poluição do Rio Joanes. 

 

Como curador do evento,, posso garantir que temos encaminhamentos que partiram do seminário para minimizar os efeitos do descaso ao Rio Joanes. Estou bastante otimista com os resultados.

 

Destaque para a doação de uma estação de tratamento desenvolvida pelo professor da Escola Politécnica da UFBA, Pedro Ornelas, que será instalada na saída do esgoto da Lagoa dos Patos, em Lauro de Freitas. O objetivo é melhorar a qualidade do Rio Sapato. Esperamos que no próximo ano já seja possível mostrar o antes e o depois.

 

No SOS Joanes 2 conhecemos a tecnologia do nanobolhas, apresentada pelo engenheiro Hudson Oliveira, em palestra no evento. A aplicação segue em fases de testes no Rio Pinheiros, em São Paulo. A experiência tem se mostrado bastante eficaz na despoluição de rios.   

 

Estamos trabalhando também junto ao Governo do Estado, com a Embasa, para acelerar o processo de revitalização do Rio Ipitanga e do esgotamento sanitário das cidades de Lauro de Freitas e Candeias.

 

Com muitas mãos envolvidas e trabalhando, vamos conseguir salvar o Rio Joanes. É possível.

 

*Mauro Cardim é presidente do Instituto Metropolitano de Desenvolvimento Social e Inovação

 

*Os artigos reproduzidos neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do Bahia Notícias

Histórico de Conteúdo