Croácia faz história ao ser a única seleção com uma mulher ocupando um cargo de chefia
Olivari é chamada de 'Tia Iva' pelos jogadores | Foto: Reprodução / Instagram

Além do bom desempenho nas partidas e o saldo de dois gols contra a Inglaterra, que levaram a Croácia a disputar a final da Copa do Mundo da Rússia, que acontecerá neste domingo (15), a presença de uma coordenadora entre os jogadores chamou a atenção até dos menos curiosos. Isso porque Iva Olivari é a única mulher que ocupa um cargo de chefia dentro de uma delegação em pleno mundial de futebol masculino.

 

Desde 2012, ela é coordenadora da delegação. Segundo o jornal O Globo, o carreira da ex-tenista, de 59 anos, foi cheio de percalços. Ela iniciou sua carreira junto com a criação da Federação Croata de Futebol, após a independência do país da Iugoslávia, no início dos anos 90. A atual coordenadora já trabalhou em diversos cargos administrativos, sua formação após abandonar a carreira de tenista, aos 16, por causa de lesão no punho. 

 

Em entrevista ao jornal O Globo, ela ressalta a importância de se ter mulheres trabalhando na Federação, que segundo ela, a proporção delas em cargos de chefia é a maior do que a quantidade de homens. “É um orgulho dizer que a federação, liderada por Davon Suker, dá todo o apoio à equidade de gêneros “, afirmou.

 

Para ela, a educação recebida em casa a ajudou a superar o preconceito e a desconfiança. “Meus pais sempre nos criaram (ela e a irmã) com a crença de que podemos realizar tudo o que queremos, se formos fortes o suficiente e se formos persistentes no que fazemos. É assim que eu crio meus filhos até hoje”, completou

Histórico de Conteúdo