Desfile de moda plus size movimentou o museu Carlos Costa Pinto
Janailton Rodrigues



Com cores vivas, a coleção retrata o estilo africano e agora passa, também, a atender gordos, sejam eles crianças ou adultos, do G1 ao G4. Já os gordos maiores, ou seja, G5 e G6, podem encomendar as peças através dos canais de comunicação, Whatsapp, site e instagram. "A grife Madame Nalwango nasceu para vestir pessoas. Entrar no universo da moda plus size foi uma necessidade. Em especial, depois que ouvi de um gordo dizer que veste o que dá e não o que gostaria. Então, estamos aqui para essas pessoas poderem escolher como querem se vestir e se vestirem bem", afirmou Musafiri.

Durante uma hora, os convidados apreciaram modelagens que podem ser utilizadas no dia-a-dia, no trabalho e até em eventos luxuosos. Na ocasião, também, foram apresentadas as bolsas de tecido com couro que compuseram os looks femininos. " A maior parte dos tecidos foram trazidos da República Democrática do Congo, além da Linha Marrocos, produtos adquiridos, após minha viagem ao país", ressaltou a Ceo.

Além disso, as peças de decoração de interiores, também da Madame Nalwango ficaram expostas no museu. 

Todas as novidades podem ser vistas e adquiridas no novo site da Madame Nalwango, www.madamenalwango.com.  "Ele foi pensado e desenvolvido para se tornar um canal mais interativo, acompanhando as constantes mudanças da era digital. Fácil e didático facilita a compra do cliente independente de qual parte do mundo ele esteja", celebra Jamile.
@nalwangomadame



 

Histórico de Conteúdo