Terça, 12 de Novembro de 2019 - 11:05

Diferentes estilos de óculos para cada formato de rosto 

 Diferentes estilos de óculos para cada formato de rosto 

Especialista dá dicas e explica os diferentes estilos para cada formato de rosto 
 

A moda é instável. O que hoje é considerado tendência, logo em seguida pode se tornar antiquado. Mas, em relação aos modelos de óculos, alguns se tornaram clássicos e atemporais, como por exemplo, os óculos de ponte dupla. 
Este modelo ficou conhecido pelos famosos aviadores, desde meados dos anos 30, sendo o exemplo clássico de permanência. 
Segundo Paula Gusmão, CEO da eÓtica, e-commerce de óculos do Brasil, os óculos com a ponte dupla, geralmente, podem deixar a expressão do rosto mais séria, contudo, é possível optar por tipos mais modernos e repaginados, como no caso dos coloridos ou com materiais mais inovadores, como o acetato. Apesar da vasta quantidade de estilos, a dificuldade de encontrar o modelo certo para cada formato de rosto é constante. “Geralmente o contraste entre o formato do rosto e o dos óculos é o que gera a melhor combinação”, relata Paula.

Rosto quadrado 
 

Caracterizado pela linha do maxilar bem marcada e maçãs do rosto largas, para este tipo de rosto é indicado os óculos redondos ou ovalados.


 

Rosto Redondo 
 

Para o rosto considerado com poucos ângulos e comprimentos semelhantes, a indicação são as armações geométricas, quadradas ou retangulares.
 


Rosto Longo 
 

 

Possuindo uma distância maior da testa até o queixo e maçãs do rosto estreitas, combinam perfeitamente com modelos arredondados e ovais.


 

Rosto diamante 
 

Para quem tem as maçãs maiores em relação à testa e maxilar, a dica é apostar em óculos de gatinho ou aviadores.


 

Rosto Oval 
 

O rosto oval é o mais harmônico em relação à escolha de estilos. Os oversize (ovais com lentes grandes) e retangulares são os mais indicados para este formato.




 

Feiraiyê abre inscrições para mulheres afrodescendentes, indígenas e ciganas

 

Estão abertas as inscrições para a primeira edição da FEIRAIYÊ - Feira de Empreendedoras Criativas, que vai capacitar e promover oportunidades de negócios para mulheres negras, indígenas e ciganas nos dias 12, 13, 14 e 15 de dezembro, na Senzala do Barro Preto, no Curuzu, em Salvador. Serão disponibilizadas, no total, 130 vagas. As interessadas devem fazer suas inscrições no site www.feiraiye.com.br por meio de formulário até o dia 13 de novembro. O resultado será divulgado em 20 de novembro.  

 

O evento é uma iniciativa do Ilê Aiyê, em parceria com a Multi Planejamento Cultural e Caderno 2 e tem promoção da Década Estadual Afrodescendente, Estatuto da Igualdade Racial e de Combate à Intolerância Religiosa e Secretaria de Promoção da Igualdade Racial. O objetivo é estimular o desenvolvimento do empreendedorismo planejado e estruturado para os negócios de afrodescendentes, indígenas e ciganos. 

 

Atualmente, o Brasil possui 11 milhões de empreendedores afrodescendentes, segundo o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), numa economia em que os negros  movimentam mais de R$1 trilhão de reais por ano, de acordo com pesquisas do Instituto Locomotiva. A expressiva participação desse público no mercado é o pano de fundo da realização da FEIRAYÊ, que investe em ações de fomento para o empreendedorismo.

 

Programação da Feira - Nos quatro dias de evento, a FEIRAYÊ vai contar com uma programação diversa com painéis, sessões de mentorias e rodadas de negócios com consultores e especialistas de destaque nas áreas de comunicação, finanças, gestão, consultores de negócios e vendas, que vão auxiliar as 130 mulheres por meio de ferramentas e estratégias de administração financeira, marketing, tributária, recursos humanos e desenvolvimento do próprio negócio.

 

Na ocasião, os profissionais e consultores também vão apresentar palestras sobre o cenário do mercado e iniciativas de sucesso. Das 130 empreendedoras selecionadas, 30 delas serão escolhidas para participar de uma feira expositiva, aberta ao público, onde poderão mostrar e comercializar produtos que integram os ramos de gastronomia, moda, acessórios, artesanatos, beleza, dentre outros.

 

 

SERVIÇO:

Inscrições abertas FEIRAIYÊ

Período: Até 13/11

Divulgação do resultado: 20/11

Onde: https://feiraiye.com.br/

Segunda, 28 de Outubro de 2019 - 09:55

Segundo dia do Fashion Resort foca em profissionalização da moda

por Rebeca Menezes

Segundo dia do Fashion Resort foca em profissionalização da moda
Dia também foi marcado por desfiles de beachwear | Foto: Divulgação

Ter uma marca de sucesso no mundo da moda exige mais do que uma ideia na cabeça. É preciso foco, estudo, tempo e criatividade não só nas peças, mas também nos processos. Esse foi o foco do segundo dia do Fashion Resort, que acontece em Arraial D'Ajuda, no extremo sul da Bahia.

 

O dia começou com um masterclass de Heather Sproat, da Central Saint Martins, escola de moda n° 1 do mundo. Em sua apresentação, com tema "Fashion Design Leisuwear", ela explicou que o conceito de "roupas de lazer" dependem de cada cultura e característica da população que consome aqueles produtos. No Brasil, por exemplo, o clima tropical traz muito mais oportunidades para essa categoria, já que nosso verão é muito mais extenso do que em Londres, por exemplo, onde leciona.

 

Desfile da Hype Beachwear | Foto: Divulgação

À tarde, foi a vez de marcas mostrarem as novidades do mercado de beachwear em um parque aquático da região. A primeira a se apresentar foi a Empress Brasil, que trouxe a bossa para uma coleção com estampas, cortes assimétricos, cores intensas e estampas com uma linguagem mais contemporânea e ousada. O segundo desfile foi da Blueman, que veio inspirada no oceano ártico e na luz da aurora boreal, estampas étnicas e tons terrosos. Por fim, a Hype Beachwear Apostou no misticismo, com recortes fora do óbvio, estampas e cores vibrantes.

 Desfile da Empress Brasil | Foto: Divulgação

À noite, a editora da Harper's Bazaar, Patrícia Carta, foi a mediadora da conversa sobre "Fashion Marketing". O debate começou com uma constatação: houve uma mudança relevante no marketing voltado para a moda, e as empresas precisam se adequar a essas novidades. "Durante muito tempo o marketing de moda era voltado só pra ter um retorno de investimento. Era a época dos outdoors, dos anúncios. Só se media esse retorno de investimento. Muito tempo depois, com esse tempo disruptivo do mercado de luxo, passou-se a valorizar a experiência", apontou Carta.

 

A hora é do branding, mas também de um consumidor atuante. Os clientes não estão interessados apenas nos produtos, mas querem atitudes coerentes e sustentáveis das companhias. Por isso, o grande desafio atual é engajar esse consumidor. O comprador atual é consciente e exige transparência.

 

O talk ainda discutiu uma outra mudança importante: o advento das influenciadoras digitais para as estratégias de marketing das empresas. E por mais importante que sejam aquelas com milhões de seguidores no Instagram, o que tem dado mais certo são microinfluenciadoras, com públicos menores, mas que conseguem influenciar localmente.

 

Presente no Talk, o brand manager da Vogue Eyewear, Rubens Nunes, explicou que as estratégias de venda não podem mais ignorar essa mudança de consumo. Por isso, ao invés de vender apenas um produto, a companhia deve apostar em sua história para engajar o seu consumidor, aproxima-lo do que se espera contar. Mas não adianta fazer isso de uma forma superficial, já que o consumidor está mais atento ao que não é natural.

 

O segundo dia do Fashion Resort foi encerrado com um show de Luedji Luna, que comandou a festa de lançamento da nova coleção de rasteiras da Havaianas.

Domingo, 27 de Outubro de 2019 - 09:45

Primeiro dia do Fashion Resort discute como valorizar o 'Made in Brazil'

por Rebeca Menezes

Primeiro dia do Fashion Resort discute como valorizar o 'Made in Brazil'
Desfile da Anbê, marca do Sul da Bahia | Foto: Divulgação

A abertura do Fashion Resort, nesta sexta-feira (26), foi marcada pela defesa das marcas brasileiras e de sua potência frente não só aos consumidores brasileiros, mas também aos estrangeiros. Ao longo do dia, Fashion Talks e desfiles levantaram uma discussão sobre a possibilidade de ampliar a visão do Brasil no mercado da moda para além da lógica do tropical.

 

O primeiro dia do evento começou com uma apresentação do grupo Africanidade, seguido do Fashion Talk de Xavier Neto com o tema "Fashion Buying - O comprador de moda". Durante a conversa, Xavier frisou o papel fundamental do comprador para a loja, e apontou questões que considera fundamentais para que uma rede tenha sucesso.

 

Um dos pontos principais é aprender a se distanciar do seu cliente e entender o que ele quer. Além disso, o empresário deve evitar expor aquilo que não vende e investir em um atendimento diferenciado. "Antes da fast fashion o atendimento não fazia tanta diferença. Agora é o diferencial", frisou.

 

Ele comentou ainda que, apesar das compras pela internet terem crescido, muitas pessoas ainda buscam as lojas para sentir os tecidos, ver o caimento, e que o atendimento a essa demanda precisa ser compreendido pelos logistas.

 

O Talk discutiu também sobre como negociar com fornecedores, se abrir para novas experiências e demandas e como valorizar os produtos brasileiros, que têm ganhado cada vez mais destaque lá fora.

 

Após os desfiles da baiana Anbê e da brasiliense Avanzzo - que lançou sua coleção em comemoração aos 30 anos da marca -, foi a vez de Dudu Bertholini comandar um Fashion Talk com o tema "Fortalecendo o Made in Brazil".

 

A discussão trouxe a visão de que o mercado brasileiro está mais sensível para se abrir e experimentar a sua brasilidade. Mas, para isso, é preciso valorizar a produção local e entender que o Made in Brazil "é sobre o Brasil, não apenas o olhar que se tem sobre o Brasil no exterior".

 

Para Bertholini, a moda passou por uma revolução e se tornou mais inclusiva, rompendo padrões, se descentralizando. Por isso, hoje não é mais possível falar sobre moda sem falar de sustentabilidade e responsabilidade social.

 

A programação do dia foi encerrada com um desfile de moda praia que marcou os 30 anos de carreira de Amir Slama, que contou com uma seleção de peças icônicas criadas ao longo dessas três décadas.

Arraial D’Ajuda recebe primeira edição do Fashion Resort
Foto: Divulgação
O distrito de Arraial D’Ajuda, em Porto Seguro, recebe a partir deste sábado (26) a primeira edição do Fashion Resort - Made in Brazil. O evento, que vai até a próxima terça-feira (29), contará com desfiles, masterclasses, showroom, fashion training, entre outras atrações.
 
Em parceria com empresas e entidades do setor, que visam ampliar e valorizar os produtos brasileiros, o objetivo do Fashion Resort é movimentar a economia com a exportação de novos negócios e disseminar o trabalho dos artistas participantes. Para isso, contará com a participação do grupo UAL, educational partner do evento, que trará ao Brasil a Central Saint Martins (escola de moda nº 1 do mundo) e a London College of Fashion, ambas apresentando masterclasses com foco no International Fashion Business, tema do Fashion Training Program (FTP), um programa de qualificação profissional para estudantes e profissionais do mercado.
 
Além dos Masterclasses, o FTP é composto por Talks mediados por Dudu Bertholini, Carol Ribeiro e Patrícia Carta junto a profissionais do mercado, discutindo a internacionalização de marcas brasileiras e também o caminho inverso das marcas internacionais, que tiveram que se adaptar ao mercado nacional – entre outros temas. A programação completa está disponível no site do evento (acesse aqui).
 
MASTERCLASSES
O masterclass da Central Saint Martins será focado na criação com o tema Fashion Design (Desenho de Moda). Já a London College of Fashion trará o tema Bringing a Fashion Collection to an International Market (Adaptando uma Coleção de Moda ao Mercado Internacional) e, após o masterclass, a escola oferecerá uma consultoria para designers e marcas com uma sessão de perguntas e respostas com o objetivo de sanar as dúvidas do mercado quanto à internacionalização da marca e adaptação de suas coleções para o mercado internacional.
 
Quem estará à frente da atividade será o consultor e professor da London College of Fashion, Toby Meadowns - autor do best-seller internacional de "Como Configurar e Construir uma Marca de Moda". Além de consultoria para centenas de empresas de moda de pequeno e médio porte, Toby trabalhou com alguns dos maiores e mais reconhecidos negócios de moda como, Gap, Zara, Topshop, Harrods, Ralph Lauren, Gucci, Christian Dior, Alexander McQueen e Vivienne Westwood, para citar apenas alguns.
 
O destino foi escolhido com o objetivo de criar o ambiente perfeito para que as criações possam ser apresentadas de maneira criativa e exclusiva, assim como ressaltar o trabalho de artistas brasileiros, para a fidelização de novas parcerias internacionais. Dentre os convidados estarão grandes nomes da moda, lojistas, jornalistas, formadores de opinião e interessados em trocar informações de como se posicionar no cenário atual de maneira didática, criativa e profissional, considerando as exigências do mundo atual, em termos de conexão e interatividade.
Segunda, 21 de Outubro de 2019 - 09:05

Solidariedade está na Moda

Solidariedade está na Moda

 

Com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre o câncer de mama, a marca Nayane Rodrigues realiza uma série de ações nesse mês do Outubro Rosa. Uma delas será a campanha “É tempo de colorir o agora” que estimulará celebridades a participar do “Desafio Rosa”, onde devem montar um look com um dos sutiãs da marca na cor ballet para simbolizar e dar voz à causa. a Nayane Rodrigues também promoverá uma campanha intitulada "A sua força vem de dentro!", juntamente com o Instituto Arte de Viver Bem, que trabalha com prevenção e pacientes em tratamento de câncer de mama. Durante a campanha, serão doados sutiãs e próteses no intuito de resgatar a autoestima das mulheres mastectomizadas.

De acordo com a diretora de marketing da marca, Ana Lima, é necessário apostar em ações que lembrem a importância do combate e do diagnóstico precoce ao câncer de mama. “Queremos dizer que as mulheres não deixem para depois os exames preventivos e que os façam imediatamente. Acreditamos que esse tipo de ação sempre pode mudar a vida de alguém que está passando por uma situação difícil”, disse. 

Sobre o Instituto Arte de Viver Bem 

Localizado em São Paulo, o Instituto Arte de Viver Bem tem a missão de aglutinar forças, envolvendo vários segmentos da sociedade, para elevar a qualidade de vida de crianças, jovens, idosos e mulheres que enfrentam o câncer de mama.  

Terça, 15 de Outubro de 2019 - 09:05

Cores: como elas podem ajudar na composição do look!

Cores: como elas podem ajudar na composição do look!

 

 Quem nunca escolheu uma roupa seguindo o estado de espírito do momento? Pode parecer que não, mas as cores apresentam uma grande influência na hora de ‘compor um look’. As sensações e sentimentos do dia a dia como alegria, medo, ansiedade, tristeza, curiosidade, aceitação ou até mesmo a raiva têm grande influência na maneira como as pessoas se vestem. Existem diversas teorias na psicologia, no marketing e no feng shui sobre sobre a influência das cores e seus significados, mas quando se fala em estilo e personalidade qual o significado de cada tom? 
 

De acordo com Gislene Lopes dona da marca Gi Collection’s, as roupas refletem a fase que cada pessoa está passando. “Acredito que elas ditam a nossa personalidade. Uma pessoa tímida raramente irá usar vermelho. Já o amarelo é conhecido por trazer felicidade, mas se eu gosto de cores escuras, não vou usar o amarelo e isso não quer dizer que sou infeliz. Outro ponto que também determina essa escolha são as estações do ano, que interferem na cor que vamos escolher usar naquele determinado dia”, revela a especialista. 
 

Abaixo, ela esclarece o significado de algumas cores e quais as melhores ocasiões para serem utilizadas. Confira: 

Branco: essa cor - na verdade ausência de cor - representa paz, pureza e limpeza, por isso, as noivas casam-se de branco. Por mais que hoje em dia já existam diferentes tipos de cerimônias, muitas pessoas ainda seguem a tradição da noiva usar branco no altar. “Além do casamento, branco pode ser utilizado em ocasiões que você queira transparecer simplicidade, humildade, por exemplo. Por ser neutra, também é uma ótima cor para se combinar com qualquer outro tom, construindo um look harmônico, que transmite a mensagem que você quer passar naquele determinado momento”, complementa Gislene. 
 

Preto: Quem não ama um pretinho básico? Conhecido como um curinga no guarda-roupas, essa cor, geralmente, é usada naqueles momentos em que estamos sem ideias de roupas e vamos direto no preto que não tem erro. Porém, é um tom que tem muitos significados: ao mesmo tempo em que é usado em momentos de luto e dor, também pode significar luxo, elegância e responsabilidade. 
 

Laranja: Essa cor vibrante que está cada vez mais sendo aceita no mundo na moda, significa comunicação, alegria e confiança. São super aceitas em ambientes corporativos como uma reunião de trabalho ou até uma entrevista de emprego. “Devemos apenas tomar cuidado com o excesso, para não compor um look desarmônico. Use para passar confiança”, salienta a especialista. 
 

Cinza: É a variante do preto e do branco e significa moderação, sobriedade, tranquilidade e modéstia. “É uma cor bem pessoal, tem pessoas que acham o tom sem graça ou até mesmo elegante, isso parte de cada um. Eu particularmente acredito que conseguimos montar peças bem bacanas com essa cor e com um toque de elegância em qualquer produção”, revela. 
 

Verde: Resultado da mistura entre o azul e amarelo, essa cor produz uma vibração composta por energias bem diferentes que atuam na mente e no equilíbrio. É a cor da energia, da natureza e da sorte. Por representar tantas características boas, é muito recomendado usar looks verdes em momentos difíceis, em que você terá que resolver algum problema pessoal ou profissional. 
 

Vermelho: Conhecido como a cor das conquistas, das paixões e da sexualidade, esse é um tom para pessoas que gostam de chamar atenção e que não querem passar despercebidas. Se você é mais tímido, dificilmente irá abusar do vermelho no seu look, mas não há regras. É uma cor quente, da sedução, simboliza poder e conquista. 

Azul: O azul transmite paz, harmonia e serenidade. Também conhecida como a cor dos acordos e da atuação em conjunto. “Existem diversos tons de azul, mas em todas as formas essa cor pode representar simpatia, harmonia, fidelidade, virtudes intelectuais e pensamentos, nos ajuda a ter clareza mental e até a diminuir o estresse”, explica. 
 

Amarelo: Conhecido por ser uma cor que atrai dinheiro para quem a estiver usando no dia da virada de ano, o amarelo traz muitas pensamentos, afasta ideias fixas e aumenta a capacidade de raciocínio.

Rosa: É uma cor feminina, delicada e que transmite romantismo. Ela pode ser usada em diversas ocasiões, porém os tons mais clarinhos e pastéis, são ótimos para compor looks de madrinhas de casamento, batizados de bebês e, dependendo do perfil da mulher, até em encontros amorosos. 


 

 

Quarta, 02 de Outubro de 2019 - 14:05

Candy colors nos acessórios

Candy colors nos acessórios

 

A tendência candy color se reinventa a cada estação e tem presença frequente nas passarelas. Essa trend já esteve em roupas, sapatos e bolsas, e agora vem com tudo nos acessórios. Peças em tons pastéis podem ser encontradas com diversos acabamentos e materiais, opções esmaltadas e com pedrarias são o grande destaque para a próxima estação. A designer de Semijoias Samantha Esser dá sugestões de como entrar nessa trend.

Mescla de cores – A mistura de peças em cores diferentes traz um destaque para essa combinação delicada. Nesse caso acrescentar uma peça neon pode equilibrar o mix e traz modernidade ao look.

 

Cor única – Para as mais discretas que querem ousar podem escolher uma cor principal e utilizá-la em acabamentos diferentes, peças esmaltadas com pedras compõe um visual sofisticado.

Com pérolas – A pérola é um clássico que não sai de moda, e também entra nessa tendência. E traz elegância e leveza ao visual.


Mix de charms – Tem charms para todos os estilos, podem ser utilizados em um mix de estampas, essa combinação divertida compõe um look exclusivo.

Segunda, 30 de Setembro de 2019 - 11:05

 Fibras naturais são as queridinhas da primavera

 Fibras naturais são as queridinhas da primavera

 

No Brasil, onde  o clima tropical é predominante, durante todo o ano, a moda se reinventa e adequa tendências internacionais para manter a elegância e trazer conforto e bem estar. Um grande aliado para que isso aconteça são os tecidos naturais. De acordo com Lorena Darrot, diretora de estilo da Jean Darrot, indústria de vestuário do estado de Goiás,  estes tecidos, como o linho, o algodão e a seda, propiciam maior sensação de frescor e de bem estar. “São fibras que permitem que o corpo respire e amenize o calor”, explica a especialista ao acrescentar que eles ainda têm a  produção mais limpa e são resistentes que os sintéticos. 

Lorena destaca ainda que há cerca de três anos eles tem dado preferência para os tecidos naturais. Segundo ela, na última coleção da marca, que é a Raimbow, o crepe ágatha - que é a novidade do mercado - é destaque. “ Ao contrário do crepe tradicional, feito de poliéster, esse é de viscose,e tem tido grande aceitação graças a refrescância que propicia”, explicou ao destacar que na coleção de primavera 2019, o linho - que era tido como um tecido de pessoas mais velhas, ressurgiu e está de volta em quase todas as marcas. 

Segundo a diretora de estilo, o linho é outro tecido que voltou às vitrines das principais marcas com força total. De acordo com ela, o tecido deixou de ser considerado um tecido para roupa de “pessoas mais velhas”, imagem que tinha graças a sua história e ligação com roupas tradicionais de escritório,  e caiu nas graças das fashionistas, justamente por esse ar mais natural e fresco. “Ele é a grande tendência para a primavera de 2019”, analisa.

Ecologia

Em nível internacional os tecidos naturais estão presentes nas coleções com o objetivo de atender o chamado do público para a necessidade de preservação do planeta. Isso por que, há um  movimento crescente para o consumo consciente de moda, que, entre outras coisas, estimula o abandono dos materiais sintéticos. Neste sentido, as fibras naturais, que são menos poluentes e mais duráveis, ganham espaço, já que são uma alternativa ecológica, fabricada a partir de fibras vegetais, que tem a composição totalmente orgânica.

 

Quarta, 25 de Setembro de 2019 - 10:05

Concorrido desfile reúne três grandes marcas na Bahia Marina

por Iga Bastianelli

Concorrido desfile reúne três grandes marcas na Bahia Marina

O pôr do sol em um cenário que se descortina para a Baía de Todos os Santos criou a atmosfera mais que perfeita para a apresentação da coleção Resort da Paradoxus, Carlos Rodeiro e Paula Frank, no Refúgio Itacaré, espaço de Nathália Velame, no fim de tarde desta terça-feira (24/07), na mostra Casas Conceito. Do Armário da Nathy, tema do desfile, saíram as principais tendências em roupas, bolsas e joias femininas para o alto verão.

As coleções foram apresentadas por um grupo especial de mulheres modernas e conectadas com a moda. Descolada e livre, a coleção Resort foi apresentada por Mariana Andrade, Marta Fonseca, Júlia Sampaio, Mariana Uchoa, Veka Almeida, Vanessa Bulcão, Carol Lisboa, Pat Guerra, Mariana Barreto, Beatriz Lima, Flavia Najar, Lívia Campelo, Dani Gressik, Paula Bosio, Bárbara Dias, Alice Prado e Rafaela Pinto.

 

Neste clima, as joias de Carlos Rodeiro, com destaque para o verde das esmeraldas e a energia dos búzios, e as top bolsas de Paula Frank, como Prada, Chanel e Hermes, combinaram perfeitamente com os looks leves, confortáveis e chiques da Paradoxus. No clima alto verão, as convidadas aplaudiram a coleção com suas estampas, cores fortes, pasteis e a luminosidade do branco, decotes e fendas.  As bolsas e a joias compõe os acessórios para serem usados em todos os momentos dos dias e a noite da temporada mais festejada do ano.

 

 

Histórico de Conteúdo