Terça, 20 de Agosto de 2019 - 09:05

Empreendedora investe em Centro de Visagismo

por Iga Bastianelli

Empreendedora investe em Centro de Visagismo

 

O termo Visagismo vem do francês e remete a “rosto”, é uma técnica que foi criada na década de 30, em Paris, e que personaliza o cabelo a maquiagem, a roupa e outros detalhes da imagem por meio do  equilíbrio dos pontos que valorizam a beleza. O propósito é transmitir o interior de cada pessoa revelando o estilo de vida e mostrando, assim, sua essência. Um visagista é o profissional que auxilia o cliente a encontrar e harmonizar sua imagem pessoal. Em 1936 Fernand Aubry, o famoso cabeleireiro parisiense criou a técnica “le visagisme” direcionando cortes e maquiagens de acordo com as característícas de cada cliente.

 

Por uma feliz coincidência, é desta forma tratanto as mulheres como únicas que Dani Ataíde já atende as clientes dela, de Vilas do Atlântico e Lauro de Freitas, no Centro de Visagismo. “Nunca padronizei atendimentos, sempre procurei entender a necessidade de cada uma, para personalizar o serviço” explica Daniela. 

 

Cabeleireira há 22 anos, hoje, é também estudante de psicologia com ênfase em reabilitação de autoimagem feminina. Possui certificação como técnica da L’oreal em mechas e colorimetria avançada, visagista pela Academy Phillip Hallawel e pela Academy Pivot Point. A verdade é que desde cedo Dani aprendeu o que é empreendedorismo. “Cresci vendo minha irmã trabalhar em casa, atendendo as vizinhas, com 14 anos eu já até tinha uma clientela e aos 22 anos abri o meu primeiro salão, de lá pra cá fui aperfeiçoando”. Nesta trilha Dani Ataíde investiu mesmo com muitas dificuldades em diversos cursos de especialização, até que em 2014 conheceu o visagismo e “isso mudou a minha vida e tem mudado a vida de muitas pessoas por meio do meu trabalho”, disse ela.

 

Segundo a profissional, principalmente na região Nordeste, muita gente ainda não conhece sobre os benefícios do visagismo. Pesquisas afirmam que 95% da comunicação é não verbal, ou seja, a primeira impressão se dá logo nos primeiros minutos. Por isso, cada vez mais este tipo de consultoria vem ganhando espaço, as pessoas procuram orientação para criar uma imagem pessoal assertiva, personalizada e segura.

 

Dani revela que antes de conhecer o visagismo tentava seguir padrões inalcançáveis, padrões de revistas e de televisão, e isso muitas vezes a frustrava.  Até que ela entendeu que há um estilo de roupa, cabelo e maquiagem para cada formato de rosto, biotipo corporal, estilo de vida e personalidade. E foi essa descoberta que trouxe liberdade e felicidade para ela. Com esta realização pessoal, Daniela alimenta o sonho de conseguir estender esta conquista para mais pessoas “quero ter um Centro de Visagismo com muitos funcionários, com ambientes específicos e ajudar meus clientes a encontrarem sua melhor versão”, concluiu Daniela.

Centro de Visagismo Dani Ataíde

@visagismopordaniataide

Histórico de Conteúdo